Alsace et Bastille

Alsace & Bastille - Conseil en Stratégie. Paris, Estoril
-Consultancy in Real Estate, Celebrity aviation, railway business, Consultancy in Export Strategy; E-mail: vitorpissarro.alsacebastille@Yahoo.fr or to Twitter adress Vitor Pissarro @VitorPissarro

terça-feira, 11 de abril de 2017

Lisbon is coolest city in Europe ( CNN) . Lucky for the tourists that are visiting Lisbon now. 7 reasons



Lisboa tem estado nas bocas do mundo e tem sido redescoberta pelos milhares e milhares de turistas que visitam a capital portuguesa durante todo o ano. A CNN não vai por menos e diz que Lisboa pode mesmo ser a cidade mais "cool" da Europa. E aponta sete razões específicas que vão da vida nocturna à gastronomia:

1. “Uma vida nocturna que pode ultrapassar a de Madrid”

O argumento que justifica esta primeira razão apontada pelo canal norte-americano é a duração da noite lisboeta. “Se pensa que Madrid sai à noite até tarde, tente sair em Lisboa”. Afirmando que a noite da cidade portuguesa dura até o sol nascer sobre o rio Tejo, a CNN destaca o Bairro Alto, o Cais do Sodré e a discoteca Lux, que apelida como “o rei dos superclubes de Lisboa”.

2. “Cozinha experimental”

Neste aspecto o canal-americano refere que a capital portuguesa está a largar a fama do bacalhau e das típicas tascas para se tornar num centro da cozinha moderna e sofisticada. E destaca um nome: José Avillez e os seus restaurantes.

3. “Ironia”

Neste ponto é citado Fernando Pessoa. "Tinha-me levantado cedo e tardava em preparar-me para existir”.
Apesar de ter sido o coração do maior império do mundo, Lisboa não se vangloria dos seus feitos e recorre a um mecanismo de defesa utilizado em todo o mundo: a ironia. A CNN reconhece, no entanto, que os anos de austeridade trouxeram de regresso um velho sentimento luso, a melancolia.

4. “Praias e castelos”

Esta é uma das características mais visíveis de Lisboa. Praias a meia-hora de comboio, no caso da linha de Cascais, um castelo no alto de uma das colinas da cidade e as florestas e palácios de Sintra a 40 minutos de viagem.

5. “Design fabuloso”

“Para onde quer que olhe em Lisboa, o acentuado design contemporâneo é uma marca registada”, diz a CNN. Das peles elegantes, aos rótulos de vinho “arrojados” aos “edifícios espectaculares”, Lisboa é uma cidade “que adora ter bom aspecto”.

6. Arte

Fundação Gulbenkian, Museu Berardo, Museu de Arte Antiga ou Museu do Oriente são alguns dos locais que fazem com que os lisboetas tenham acesso a uma rara panóplia de arte à semelhança de cidades como Londres, Paris, Berlim ou Madrid.

7. “Ruas fascinantes”

Passear por Lisboa é uma actividade tudo menos aborrecida. Até as paredes, com os seus típicos azulejos, merecem a atenção de quem vagueia pela cidade. 

Marginal do Estoril é a melhor estrada costeira da Europa

Estudo internacional elege a Marginal, que também consegue o 2.º lugar em top das melhores estradas estivais, logo atrás da Estrada do Atlântico na Noruega.
Os 27 quilómetros do troço da EN222 entre Peso da Régua e Pinhão, com 93 curvas e vista para o rio Douro, já tinham sido considerados em 2015 como “a melhor estrada do mundo” num estudo conduzido pelo físico quântico Mark Hadley da Universidade de Warvick, no Reino Unido, para a empresa de aluguer de automóveis Avis. Agora foi a vez da Estrada Marginal do Estoril ser classificada como segunda melhor estrada europeia para viagens de carro no Verão.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

25 years of Disneyland Paris

A child's dream come true. A real Walt Disney airplane is picking me up :-) wating to know what kind of crew and pilots am i going to find inside :-)

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Portologia, la cathédrale parisienne du vin du Porto.

à ne pas oublier:
 à 20h, on redémarre les soirées de Fado O'Porto, dans un des lieux magiques au quartier du Marais - isienne du vin du Porto.
Portologia, la cathédrale par
Nous aurons comme invité la voix de Eunice Ferreira, accompagné à la guitare portugaise par Philippe de Sousa,et à la viola de fado par moi même.
Réservations au 09 52 59 22 29. Venez nombreux.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Alexandre Alves Novo Diretor-Geral Comercial Do Grupo Sevenair, Cascais

Alexandre Alves foi nomeado diretor-geral comercial (CCO) do Grupo Sevenair, que se assume como o maior grupo de aviação geral em Portugal e um dos maiores da Europa.
O novo quadro da Sevenair tem uma extensa carreira em cargos de alta direção, com uma carreira internacional desenvolvida na Arábia Saudita, Dubai, Cabo Verde, Moçambique e Espanha.
Alexandre Alves começou a sua ligação ao sector aeronáutico em 2000 e desde essa altura passou por várias posições em empresas de relevo, como a Masterjet, G Air Training Centre e Xtrapower.
Com formação académica iniciada na Academia Militar, possui uma licenciatura em Relações Internacionais da Universidade Internacional e uma Formação para Executivos em Gestão de Marketing pela Universidade Católica, além de dezenas de cursos técnicos relacionados com o sector da aviação.
O Grupo Sevenair tem a sua origem há mais de 30 anos e opera em quase todas as áreas da aviação. As suas empresas possuem certificados EASA AOC, ATO, Part 147, Part 145, Part M e Part 21, que permitem desenvolver operações de transporte aéreo, manutenção e formação, entre outros.
Com uma frota de mais de 50 aeronaves e bases em vários pontos de Portugal é hoje um dos principais grupos de aviação geral na Europa.

"Paula Rego, Histórias & Segredos”

"Paula Rego, Histórias & Segredos”, o documentário realizado pelo cineasta e filho da artista Nick Willing, irá estrear em Portugal no próximo dia 6 de abril. A antestreia é hoje pelas 19h na Fundação Calouste Gulbenkian em Lisboa e será aberta ao público, contando com a presença do realizador.

+info: www.midas-filmes.pt/estreias/proximas_estreias/paula-rego-historias-segredos

Restaurante de Jamie Oliver ficará no Príncipe Real e abre em setembro

O restaurante do chefe britânico em Lisboa irá instalar-se no Príncipe Real daqui a cerca de cinco meses e faz parte da cadeia Jamie's Italian. A notícia foi confirmada pela RTP esta segunda-feira.

da série "Portugueses no Mundo"

Accra- Proud to be from Portugal , in Ghana. At one of the most elegant cafés in Accra, The Vida e Caffé.

Cascais ultrapassa Braga no ranking dos melhores municípios

A Bloom Consulting elaborou, pelo quarto ano consecutivo, o ranking dos melhores municípios para viver, fazer negócios e passear. Lisboa volta a liderar a lista, o Porto está logo a seguir, e Cascais rouba o último lugar do pódio a Braga, que desce para a quarta posição.

Parabéns ao Sr. Padre Paulino, de Cascais. Hoje, é o seu aniversário.


terça-feira, 8 de novembro de 2016

Recordar alguns episódios de Pedro Passos Coelho liberal, desumano e mentiroso

Pedro Passos Coelho foi muito mau para o PSD e para a social democracia porque:

 Erros de Passos liberal:
-bancos -1)  o Estado não intervêm nos bancos. Os privados gerem melhor que o publico. No caso do BES,  Passos ficou de férias na Praia e deixou que o prejuízo para os contribuintes e para a economia tenha sido imenso.
( O Estado devia ter capitalizado os bancos todos e, no caso do BES, nacionalizado-o)
2)BANIF - erro por negligência ou incompetência
3)CGD - negligência pura, a falta de vontade e de competência para fazer a sua capitalização.

4)- visão de selecção natural na sociedade." a lei do mais forte" - as empresas em dificuldades devem falir e nascerem novas e mais fortes. Por isso até aumentou o IVA da restauração para as matar mais depressa. E, a realidade foi que, como reconheceu Vitor Gaspar, as novas não apareceram.



Passos desumano -
1)quando o Ministério da educação errou na colocação de algumas centenas de professores, Passos disse que era uma pequena percentagem, e que fossem a Tribunal. O Estado, se causa dano  mesmo que seja só a uma pessoa, deve assumir as responsabilidades.
2)Caso da Hepatite C. Passos acha que há um valor para salvar a vida das pessoas.  Ele não disse qual era o limite , mas ao doente que pedia 20 000 euros, Passos achou que era um valor acima do que ele achava bem. Qual a sua base para esse cálculo?

Passos mentiroso:
Foram muitas as mentiras, mas relembro algumas clássicas:
1) É mentira que eu vá cortar o subsídio de natal e de férias aos funcionários publicos e pensionistas.
2) eu, como primeiro ministro, nunca inaugurei nada
3) o livro que eu estou a ler é a Fenomenologia do Ser, de Jean Paul Sartre. Este livro nunca foi escrito.
A crítica chegou de imediato. No mesmo dia, Pacheco Pereira respondeu no blogue Abrupto, ironizando sobre "a mania muito portuguesa do dropping names para mostrar cultura ". "Esta lista de leituras tem um pequeno problema para além da sua implausibilidade, é que não existe nenhuma Fenomenologia do Ser de Sartre, que eu saiba. Basta percorrer a lista de obras de Sartre para ver que não há nenhum livro com esse título, a não ser que seja um obscuro artigo que desconheço".
"Só quando não se faz a mínima ideia do que são estas obras, é que se pode falar assim delas, mesmo das inexistentes", remata.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Cascais - one of the 5 Of Europe’s Best Urban Beach Towns

5 Of Europe’s Best Urban Beach Towns

Warm, clear blue-green sea lapping long, sandy beaches… Families eating and laughing together over slow, relaxed dinners with good food and even better wine… Markets packed full of fresh-caught fish, locally made cheeses, and a rainbow of delicious produce… When you live by the beach in Europe, life is simpler, happier, and healthier.
Below are five of the best urban beach towns to live in Europe, where Old World culture and beach living go hand in hand. Each town is small enough to be easily accessible to expats. They all offer warm weather. And spread across western Europe, they offer a variety in culture, language, and character.

Biarritz, France

Located in Western France, Biarritz has great weather and a low cost of living. Spring rainfall is still plentiful, but summers are more likely to be warm and dry, and sunny days are usual throughout the fall. On average, Biarritz gets around 170 days of sunshine annually.
Biarritz was made famous by the Empress Eugenie (the wife of Napoleon III), who attracted fashionable clientele to the resort. Queen Victoria and Edward VII, among others, slept in Eugenie’s villa, now the Hôtel du Palais.
The lower promenade, along the boulevard du Prince de Galles, leads past the foaming breakers that give the coast its name—Côte d’Argent, the Silver Coast. The lighthouse on the summit of Cap St. Martin has a splendid view.
A seaside resort, Biarritz has one of France’s largest beaches and offers the best surfing on the French coast.
Because of the good weather, surfers continue to chase the waves in the winter and the locals can be seen taking daily strolls along the sand.
IL writer Gigi Griffis spent a winter month in this beach town two years ago. Her budget came in at around $1,700 for the whole month—and that included renting an apartment two blocks from the beach and daily visits to the many crêperies and bakeries scattered around town.
“For me, this is the little-known secret of Europe: Its old-world charm, glamorous beach towns, excellent healthcare, and world-renowned food can also come with temperate weather and a reasonable cost of living, if you know where to look,” she says.

Taormina, Sicily

Toarmina, Italy
Conquered at one time or another by ancient history’s greatest maritime powers, Sicily is the Mediterranean’s largest island. The football at the end of Italy’s boot, it’s almost as far south as you can travel in Europe…it’s actually closer to Tunisia than to Rome.
On the east coast of Sicily, the town of Taormina is mesmerizing. Built on a mountain plateau, this medieval eyrie is the stuff that picture postcards are made of: steep streets climbing upward in steps, beautiful terraced gardens, and tiny piazzas filled with flowers, shrubs, and slumbering cats. Stairways and a funicular also plunge toward the coast and Taormina Mazzaro, with its small beach, clutch of restaurants, and Isola Bella, a bijou island nature reserve. Across the sea, the Italian mainland province of Calabria shimmers in the sunlight…this coastline is ripe with legends, including that of the one-eyed Cyclops.
In Taormina’s upper town is a wonderfully preserved Greco-Roman theater, where all kinds of performances are held in summertime. The views from here are incredible. Sit on its ancient tiers of stone seats and you can see Mount Etna. Down below, towns such as Letojanni and Giardini Naxos are strung out along the shimmering coastline.
As well as dramatic surroundings, the upper town has dozens of quirky bars, designer shops, and restaurants. It’s a nice place for a winter break. On Christmas Day, Santas stomp down Corso Umberto giving out free presents of panettone (sweet loaf bread) to children. A lot goes on…art exhibitions, people thumping out carols on pianos in the middle of the street, free classical music concerts, and tastings of cassata, Sicily’s famous sweet cake.
“The pace in Sicily is what I would call rural Mediterranean. Here, domani (“tomorrow” in Italian) is a common answer for many questions,” says expat Benjamin North Spencer of the island he calls home.

Lisbon, Portugal

Cascais, Portugal
The capital of Portugal is studded with ancient Moorish quarters and bordered by lovely beaches. Its National Museum of Ancient Art houses one of Europe’s best collections. Outside Lisbon are palaces that rival the châteaux of the Loire in France. And at the heart of the city are winding streets that pass medieval churches and inviting cafés.
Nearby is a fishing village that has been turned into a sophisticated resort, Cascais. A fine sandy beach lines its beautiful bay. Cascais has had an elegant air since 1870, when the court first moved here for the summer. A royal palace was constructed in the former citadel and is still used by the head of state.
This popular seaside town is only about half an hour by commuter train or bus from central Lisbon. The neighborhoods near Cascais’s coast have an old-style village feel, with tile-roofed houses and cobbled streets. A busy tourist zone near the train station is lined with shops and colorful outdoor restaurants, but move beyond this area and the old town is peaceful. Head inland just a few blocks, and you find a modern city with highrises, shopping malls, and modern apartment buildings.
Cascais has a sizable expat population, so between the British expats and the town’s lively tourism, you can get by easily in English. Short-term rentals abound here, so if you want laidback beach life but also want to be within easy hailing distance of a metropolis, Cascais is a good option.
“Cascais is one of the prettiest suburban beach towns I’ve seen,” says International Livingeditor Glynna Prentice. “It has its own personality…but it’s only half an hour from Lisbon. That’s a compelling combination.”

San Sebastian, Spain

San Sebastian, Spain
San Sebastián, just an hour’s drive from Bilbao and 12 miles from the French border, has been a chic beach resort for more than 100 years. Today it is also the high temple of Basque cooking, one of the richest culinary traditions in Spain.
San Sebastián’s old town, the parte vieja, is a warren of narrow streets perfect for wandering—the more so as the area is filled with tapas bars offering scrumptious creations that you can wash down with the local, slightly-fizzy white wine, txakolí.
Much of the rest of central San Sebastián is street after street of Belle Époque buildings, in creamy stone. Here you find apartments, high-end boutiques, the cathedral, the theater, and more.
San Sebastián’s beaches include its most famous, Playa de la Concha. Its perfect half-moon opens up to embrace the blue Atlantic. The bay stretches from City Hall to the Pico del Loro (Parrot’s Beak). Walk along the beach’s golden sand or, if you prefer, along the Concha promenade. In the center of the bay is Isla Santa Clara, with a small beach, an unusual lighthouse, picnic tables, and a bar. The island is so close you can swim there from the bay all year round.
In short, the city’s layout, with its sprawling pedestrian areas and its seaside promenades, makes it the perfect place to explore on foot. San Sebastián offers a range of activities for everyone.
“San Sebastian is arguably one of the world’s most beautiful urban beachfronts,” says Glynna Prentice. “For glamour, sophistication, and sheer beauty, the city is hard to beat.”

Split, Croatia

Split, Croatia
Croatia is one of Europe’s lesser known gems—but one of its most beautiful. Located on the Adriatic Sea—the northernmost arm of the Mediterranean—it enjoys a humid subtropical climate with average highs of 63 F to 72 F from April to May. Because it has flown under the radar of most international tourists and expats, it also remains one of Europe’s most affordable destinations. This is a country where you can cut back on the budget without sacrificing any quality of life.
In the city of Split, the country’s second-largest city, you’ll be in the center of Croatian life. The town is packed full of restaurants, bars, stores, inside and outside its grand city walls.
“The area in and around Split is very affordable and full of charm,” IL writer Gigi Giffis says. “Split itself is a large and bustling city with a truly ancient old town (with its UNESCO World Heritage Site palace), some really nice neighborhoods, waterfront views, and great prices. I lived there for a month one winter and only spent about $1,300—all while eating out, going to the movies (which are often shown in English), and generally living well.”
The best things in Split don’t cost a lot of money, Gigi says. “I visited a grand old abandoned fortress in the hills, but it didn’t even have an entrance fee and, thus, didn’t cost a dime. Dinners at nice restaurants were affordable as well.”
If you’re a sailor, a scuba diver, or any kind of water-sports enthusiast, this could be your dream destination (Split has four marinas and numerous major sailing events). But don’t worry if you’re not a sports fanatic. Split is a university town, too, and a lively cultural center. There’s a national, and several archeological museums.
The city has plenty of festivals, including the February carnival, the summer festival (an international festival of opera, concerts, drama, dance, and street theater, held regularly since 1954), and the pop music festival in June. And if you want an away day, plenty of daily ferries cross to the idyllic islands of Brac and Hvar.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Marginal do Estoril é a melhor estrada costeira da Europa


undefined

Marginal do Estoril é a melhor estrada costeira da Europa

Por João Palma
Estudo internacional elege a Marginal, que também consegue o 2.º lugar em top das melhores estradas estivais, logo atrás da Estrada do Atlântico na Noruega.
Os 27 quilómetros do troço da EN222 entre Peso da Régua e Pinhão, com 93 curvas e vista para o rio Douro, já tinham sido considerados em 2015 como “a melhor estrada do mundo” num estudo conduzido pelo físico quântico Mark Hadley da Universidade de Warvick, no Reino Unido, para a empresa de aluguer de automóveis Avis. Agora foi a vez da Estrada Marginal do Estoril ser classificada como segunda melhor estrada europeia para viagens de carro no Verão.
Com o patrocínio da TomTom, fabricante de sistemas de navegação para automóveis, o psicólogo David Holmes desenvolveu uma fórmula para identificar os 25 melhores percursos europeus para os condutores desfrutarem durante a época estival. Os parâmetros compreendem: tipo de estrada, inclinação e obliquidade, volume de tráfego, pontos de paragem, isolamento da estrada, paisagem circundante e condições climatéricas.
Esses factores foram combinados com um inquérito da TomTom a 14 mil automobilistas e permitiram chegar à fórmula USD (Ultimate Summer Drive – Melhor Condução no Verão). As variáveis identificadas no estudo são: paisagens incríveis (prontas para o Instagram), 70% dos condutores indicaram uma paisagem fantástica como um elemento-chave para uma viagem de férias, com 16% a considerar que vistas prontas a fotografar são um factor decisivo; uma grande estrada, com duas faixas, bom piso, curvas suaves e uma boa vista em frente, é um factor essencial para mais de 20% dos inquiridos; estradas (quase) desertas, que permitem fazer um desvio em relação ao percurso principal e descobrir novos cenários são referidas por 15% dos condutores inquiridos; pontos de paragem regulares e bem espaçados, a cada 50km, com instalações básicas e vistas inesperadas são outro dos factores a considerar; boas condições climatéricas com temperatura agradável e brisa leve tornam a condução mais aprazível.
De acordo com a USD, as cinco melhores estradas estivais da Europa, combinando paisagens espectaculares, qualidade do piso e condições perfeitas de luz, são: 1) Estrada do Atlântico, Noruega; 2) Marginal do Estoril, Portugal; 3) Lago de Como, Itália; 4) Peloponeso, Grécia; e 5) North Coast 500, Escócia.
A TomTom, porém, foi mais longe e, para quem se deseje aventurar à procura de experiências inesquecíveis, apresenta, segundo os mesmos critérios, uma lista das 25 melhores viagens de Verão pela Europa, divididas em cinco categorias.
Melhores estradas costeiras: Marginal do Estoril, Portugal; Costa Amalfitana, Itália; Estrada Costeira de Darry a Belfast, República da Irlanda; Costa Brava, Espanha; Costa da Dalmácia, Croácia.
Melhores estradas de floresta: Lago de Como, Itália; Auto-Estrada 500 da Floresta Negra, Alemanha; A5 Chirk para Bethesda via Parque Snowdonia, País de Gales; Parque Nacional Los Alcornocales, Espanha; New Forest, Inglaterra.
Melhores estradas de montanha: Passo Furka, Suíça; Passo de Stelvio, Itália; Estrada Alpina Grosglockner, Áustria; Mont Ventor, França; Trollstigen, Noruega.
Viagens mais épicas: Estrada do Atlântico, Noruega; North Coast 500, Escócia; Estrada Nacional 1, Islândia; Rota Selvagem do Atlântico, República da Irlanda; Circuito Basco, Espanha e França.

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Lido em "31 da Armada". De acordo....

Não sei se repararam mas num país com a economia estagnada e um desemprego assustador a EFACEC foi notícia de telejornal. Houve despedimentos coletivos? A empresa fechou? Não. 120 trabalhadores ficaram sem carro, via verde e cartão de combustível. Um escândalo. Mais um. E tudo ilustrado com fotografias de Isabel dos Santos - que, no meio da Sonangol, imagino esteja mesmo apoquentada com a via verde dos trabalhadores da EFACEC. Ironicamente, em 2015, ainda andavamos nós de troika e a EFACEC ainda não tinha sido comprada, havia manifestações de trabalhadores da EFACEC a reclamar...aumentos salariais. Mas temos de ser justos. Na altura os trabalhadores "reconheciam" a situação "difícil" da empresa mas achavam escandaloso o "aumento da frota automóvel, proliferação de carros de luxo, cartões de crédito, vias verdes e combustível".

quinta-feira, 14 de julho de 2016

true love

Abidjan - Plateau, fotos de um casamento no jardim da marginal. True love. Felicidades para os noivos.

working together....

Abidjan - Ivory Coast - Hotel Sofitel. We are working together on the diplomatic mission. I and S.E.M. the Ambassador of Ivory Coast in Portugal Koffi Fana and the former Vice-Prime Minister of Portugal, Paulo Portas.


quarta-feira, 18 de maio de 2016

Podem ficar com eles.....

Por mim, o BNP Paribas pode ficar com todos os bancos nacionais que restam. Com o bom aspecto da sua Sede em Paris, tem a minha confiança. São, seguramente, bons gestores.


a Jaguar vai de mal a pior

Paris- Os indianos compraram a Jaguar e esta vai de mal a pior. Em Paris, já andam a fazer serviço de TAXI.

portuguesa Helena Almeida, no museu Jeu de Paume (Concorde)

Paris. Aproveitar a hora de almoço para visitar a exposição da
portuguesa Helena Almeida, no museu Jeu de Paume (Concorde)

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Paris - Cargaleiro a fait la plus belle station de métro

Paris. Station de métro de Champs Élisées - Clemenceau. La plus belle station de Paris,grâce a l'artiste Cargaleiro




terça-feira, 10 de novembro de 2015

Pensamento do dia

Photo

Parabéns


Temos a honra de exibir o testemunho do nosso prestigiado galardão - o "Condé Nast Johansens Award for Excellence 2016" na categoria de "Best for Meetings", um reconhecimento internacional resultado da avaliação criteriosa de clientes e experts locais e estrangeiros. We are proud to show up the prestigious award that has been granted in London last sunday, November the 1st: the "Condé Nast Johansens Award for Excellence 2016" in the category of "Best for Meetings"

PORTUGAL is BETTER


domingo, 8 de novembro de 2015

Em África

Post para um amigo meu ( Pedro Merlini), que não sabe qual a razão pela qual o cacau só é cultivado em países sub-desenvolvidos ( por exemplo na África Ocidental, origem de 2/3 do cacau mundial). A culpa é nossa, dos consumidores que compram chocolates produzidos pelas multinacionais. O capitalismo é cego. Eu ando em África e tenho vergonha de algumas políticas de empresas europeias. No entanto estou neste momento a colaborar com bons exemplos de desenvolvimento destes países ( por exemplo, a Portucel em Moçambique). Há esperança.....

A produção de chocolate muitas vezes esconde uma verdade literalmente amarga. As multinacionais do chocolate ainda fazem uso da exploração do trabalho infantil para lucrarem tanto.
Hoje em dia muitas crianças ainda são tratadas como escravas e forçadas a trabalhar em condições precárias. Em setembro passado, foi arquivado um processo contra algumas empresas bem famosas - entre as quais estão nomes conhecidos, como Mars e Nestlé - que para a produção de seus chocolates, financiam o trabalho escravo de crianças na África Ocidental, de onde provêm dois terços do cacau utilizado no mundo.
As ações judiciais contra as empresas foram impetradas pela Hagens Berman Sobol Shapiro, sustentando que as gigantes do chocolate tendem a fechar os olhos para as violações dos direitos humanos por parte dos fornecedores de cacau na África Ocidental, sem nenhum problema. Estas empresas enganam os consumidores, porque elas se apresentam como socialmente e eticamente responsáveis, quando na verdade sabem que o cultivo e a colheita de cacau têm lugar em condições desumanas.
De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Tulane, mencionado na denúncia, para as grandes empresas do chocolate, na Costa do Marfim, mais de 4.000 crianças estão em condições de trabalho forçado para a produção de cacau. Algumas crianças são vendidas para traficantes pelos seus pais desesperados por causa da pobreza, enquanto outras são sequestradas. Os comerciantes de escravos, por suas vezes, vendem as crianças para os donos das plantações de cacau.
As crianças são forçadas a viver em lugares isolados, são ameaçadas com espancamentos, ficam presas inclusive durante a noite para que não fujam e são forçadas a trabalhar por longas horas, mesmo quando estão doentes, de acordo com as denúncias apresentadas às empresas. As crianças carregam sacolas tão grandes e pesadas, que as colocam em risco de ferimentos graves. A idade das crianças escravizadas varia de 11 a 16 anos, mas também pode haver crianças com idade inferior a 10 anos.
Para aumentar a conscientização do consumidor, a US Uncut publicou uma lista das empresas que exploram crianças para a produção de cacau e chocolate, para que os cidadãos preocupados com este problema possam evitar a compra de seus produtos.
1. Hershey
2. Mars
3. Nestle
4. ADM cocoa
5. Guittard Chocolate Company
6. Godiva
7. Fowler’s Chocolate
8. Kraft
9. See’s Candies
Já em 2001, nos Estados Unidos, a FDA havia solicitado o rótulo “slave free” nos chocolates produzidos sem a exploração do trabalho infantil, mas as multinacionais se opuseram e a exigência da rotulagem ficou para até 2020, pelo menos.
Infelizmente, nesse meio tempo, entre 2009 e 2014 o número de crianças que trabalham no setor do cacau aumentou em 51%.
US Uncut também publicou uma lista das empresas de chocolate que decidiramevitar a exploração do trabalho infantil.
1. Clif Bar
2. Green and Black’s
3. Koppers Chocolate
4. L.A. Burdick Chocolates
5. Denman Island Chocolate
6. Gardners Candie
7. Montezuma’s Chocolates
8. Newman’s Own Organics
9. Kailua Candy Company
10. Omanhene Cocoa Bean Company
11. Rapunzel Pure Organics
12. The Endangered Species Chocolate Company
13. Cloud Nine

O que podemos fazer?

Podemos evitar de comprar das empresas que exploram o trabalho infantil com base em um sistema inaceitável para o cultivo e a produção de cacau, escolhendo as que ofereçam garantias de respeito aos trabalhadores, com referência aos produtos de comércio justo.
Para se aprofundar ao tema da exploração ligada à produção de cacau e chocolate, sugerimos assistir ao documentário "The Dark Side of Chocolate", no vídeo legendado em português, aqui abaixo.
http://www.greenme.com.br/viver/especial-criancas/2469-9-multinacionais-do-chocolate-que-exploram-criancas



viagem do dia!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

http://www.suzyturner.com/a-brief-glimpse-into-cascais/


A brief glimpse into Cascais


We try to visit the Lisbon area at least once a year, often staying somewhere along the coast and we always have a great time. Last weekend, we had a short wander around the town of Cascais where we stayed at the Farol Boutique Hotel. We took a few photos as we went. The town is full of beautiful architecture, places of historical significance, coastal beauty and pretty streets. I’d definitely recommend it as a place to visit if you’re ever in or around the Lisbon area. Here is a brief glimpse into Cascais…
Architecture
Pretty beach
Cascais 4
Cascais stalls
Cascais 6
Marina
Street scene
Graffiti
Colourful street
Historical statue
Crazy paving
Main beach
Another statue
There are many fabulous hotels to choose from in the area as well as countless restaurants to eat local, and not so local, food. It’s a really pretty tourist spot – perfect in season or out. I actually prefer it out of season because I’m not so great with hoards of people!
The beginning of November was perfect – even though we had some rain, it was still quite warm and there were even people swimming in the pool at our hotel, as well as loads of surfers riding the waves nearby.
Shopping is fabulous in this area – not only are there some really cute little boutiques scattered throughout the town, there are also some big shopping malls not too far away… which is where I can usually be found 😉
The train station is within easy walking distance of the town centre where you can hop onto a train and travel into Lisbon itself. It’s the perfect getaway!

Suzy x